sexta-feira, 3 de junho de 2016

PROPOSTA DE REDAÇÃO - PSS 2008.

REDAÇÃO

ORIENTAÇÕES GERAIS

Mantenha FIDELIDADE ao TEMA e ao GÊNERO solicitados em cada questão.
Utilize as informações fornecidas pelos textos apresentados para cada questão. Os textos NÃO PODEM SER COPIADOS. Caso seja necessário citar passagens desses textos, use aspas.
Apresente letra legível, com TINTA PRETA ou AZUL.
Faça rascunho, se necessário, nas páginas indicadas neste Caderno de Questões. Contudo, os RASCUNHOS NÃO SERÃO CORRIGIDOS.
Responda às questões 01 e 02 nos espaços predeterminados nas folhas de respostas. RESPOSTA FORA DO ESPAÇO ESTABELECIDO NÃO SERÁ CORRIGIDA.



Questão 01

A corrupção não é um fato novo na história do Brasil. O caso do “mensalão” (escândalo da transferência de recursos a parlamentares, em 2005) é um capítulo a mais. A decisão do Supremo Tribunal Federal, em 28 de agosto de 2007, transformando em réus 40 (quarenta) envolvidos nesse escândalo, é um caso inédito para o povo brasileiro.
Acerca dessa decisão, considere os fragmentos de textos:

“A histórica decisão do STF, enquadrando a “quadrilha” do mensalão, pode ser o início de mudança do paradigma de impunidade para os poderosos, até agora vigente no País.”
(ALMEIDA, José Nobre. ISTOÉ, São Paulo, n.1975, p.14, set.2007. Seção Cartas).

“A briga não será fácil. Contra a verdadeira justiça estão o poder econômico e a influência política dos espertalhões — os que usufruíram de seus cargos para cometer os delitos.”
(SILVA, Fábio Moreira da. ISTOÉ, São Paulo, n. 1975. p.12, set.2007. Seção Cartas).

“Ao acolher a denúncia do Ministério Público, o STF acendeu uma pequena luz no fim do túnel para a decência e a moralidade no nosso Brasil. As casas de apostas pagavam dez por um na impunidade, diante dos últimos acontecimentos. Pelo menos agora o caminho está aberto para a punição daqueles que tanto corromperam e zombaram da dignidade do nosso povo.”

(SAGUIAR NETO, Habib. ISTOÉ, São Paulo, n.1975. p.12, set.2007. Seção Cartas).

A partir das idéias contidas nesses fragmentos, considere-se um leitor que deseja expressar, em um jornal, o seu ponto de vista a respeito da atuação da justiça no Brasil. Para tanto, redija um artigo de opinião, observando as seguintes orientações:

Siga a estrutura padrão de um artigo de opinião;
Use a norma culta da língua escrita;
Redija o texto com, no mínimo, 20 linhas e, no máximo, com 25;
Assine seu artigo usando o pseudônimo “Cidadão(ã) Brasileiro(a)”.

O artigo de opinião, geralmente publicado em jornais e revistas, compreende textos
“nos quais o autor expressa seu ponto de vista sobre o tema em discussão”.


(CEREJA,William Roberto e MAGALHÃES, Thereza Cochar. Texto e Interação: uma proposta de produção textual a partir de Gêneros e projetos. 2 ed. São Paulo: Atual, 2005, p.129).