quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Prova - Interpretação de texto (artigo de opinião).

Prova Bimestral
Serie: 9º ano (TIPO A)
Literatura

http://sgec.com.br/sitev2/images/clientes/unimed/ribeirao/anuncio-agua-unimed-ribeirao.jpg
Disponível em: <http://sgec.com.br/sitev2/unimed-ribeirao>. Acesso em: 18 de mar de 2012.

De acordo com o texto acima (verbal e não verbal), marque um X na resposta correta a questão que se segue:

1.    O texto aborda que temática (assunto):

a)    Ambiental                         b) Político                            c)Bélico (guerra)

2.    Qual é a figura de linguagem na frase: O desperdício pode ser a gota d’água.

a)    Metáfora                     b) Metonímia                c) Catacrese

Leia o texto abaixo e responda o que se pede:





Rio

Nascente de vida,
Espelho da lua,
Inspiração do sol,
Versos do poema mar,
Palco das cachoeiras,
Margem do Pau Brasil,
Das acácias, dos ipês
Onde canta o sabiá,
Balé das cataratas,
Onde o silêncio fala,
Perfume de mato verde,
Cheiro de terra molhada,
Olhar de arco Iris.
Rio é lugar de piaba, de peixe gordo,
Recinto dos jacarés,
Rio não é lugar de sofá, de geladeira, de garrafa...
De bregueços, de entulhos,
De rejeitos de pobres e ricos.




3.    Sobre a Literatura de Cordel estudada em sala de aula, responda:

a)    Faça a metrificação do poema (mínimo de 5 versos)

b)    Por que essa poesia é um cordel?

Leia o texto abaixo e responda o que se pede:
http://www.brasilescola.com/upload/e/metas%20do%20milenio.jpg
Disponível em: <http://www.brasilescola.com/geografia/metas-milenio.htm>. Acesso em 18 de mar de 2012.

A Declaração do Milênio, elaborada pela Organização das Nações Unidas (ONU), surgiu após o encontro de líderes de 189 países, em setembro de 2002, com o objetivo de discutir ações para promover a melhoria no padrão de vida da população mundial. Através desse encontro, foi definido um conjunto de oito metas a serem atingidas até 2015, ficando conhecidas como Metas de Desenvolvimento do Milênio.

De acordo com o texto acima (verbal e não-verbal), marque um X na resposta correta a questão que se segue:

4.    O texto aborda que temática (assunto):

b)    Ambiental                          b) Político                           c)Bélico (guerra)

5.    Dentre essas atitudes e jeitos para mudar o mundo, enumere quanto ao ATO COLETIVO (I) e ao ATO INDIVIDUAL (II)

(1)  ATO COLETIVO                                       (2) ATO INDIVIDUAL

(       ) Meta 1                (       ) Meta 2                (       ) Meta 3                     (       ) Meta 4
(       ) Meta 5                (       ) Meta 6                (       ) Meta 7                     (       ) Meta 8

Leia o texto abaixo e responda a questão proposta

HISTÓRIA DOS SENTIMENTOS
Lya Luft

A base desta historinha, que adaptei, me mandou Martha Herzberg, terapeuta fantástica e amada amiga. Segundo ela, o autor é anônimo, mas desconfio que foi dela essa deliciosa idéia.
Os Sentimentos Humanos certo dia se reuniram para brincar. Depois que o Tédio bocejou três vezes porque a Indecisão não chegava a conclusão nenhuma e a Desconfiança estava tomando conta, a Loucura propôs que brincassem de esconde-esconde. A Curiosidade quis saber todos os detalhes do jogo, e a Intriga começou a cochichar com os outros que certamente alguém ali iria trapacear.
O Entusiasmo saltou de contentamento e convenceu a Dúvida e a Apatia, ainda sentadas num canto, a entrarem no jogo. A Verdade achou que isso de esconder não estava com nada, a Arrogância fez cara de desdém pois a idéia não tinha sido dela, e o Medo preferiu não se arriscar: “Ah, gente, vamos deixar tudo como está”, e como sempre perdeu a oportunidade de ser feliz.
A primeira a se esconder foi a Preguiça, deixando-se cair no chão atrás de uma pedra, ali mesmo onde estava. O Otimismo escondeu-se no arco-íris, e a Inveja se ocultou junto com a Hipocrisia, que sorrindo fingidamente atrás de uma árvore estava odiando tudo aquilo. 
A Generosidade quase não conseguia se esconder porque era grande e ainda queria abrigar meio mundo, a Culpa ficou paralisada pois já estava mais do que escondida em si mesma, a Sensualidade se estendeu ao sol num lugar bonito e secreto para saborear o que a vida lhe oferecia, porque não era nem boba nem fingida, o Egoísmo achou um lugar perfeito onde não cabia mais ninguém. 
A Mentira disse para a Inocência que ia se esconder no fundo do oceano, onde a inocente acabou afogada, a Paixão meteu-se na cratera de um vulcão ativo, e o Esquecimento já nem sabia o que estavam fazendo ali,
Depois de contar até 99 a Loucura começou a procurar. Achou um, achou outro, mas ao remexer num arbusto espesso ouviu um gemido: era o Amor, com os olhos furados pelos espinhos.
A Loucura o tomou pelo braço e seguiu com ele, espalhando beleza pelo mundo. Desde então o Amor é cego e a Loucura o acompanha.
Juntos fazem a vida valer a pena – mas isso não é coisa para os medrosos nem para os apáticos, que perdem a felicidade no matagal dos preconceitos, onde rosnam os deuses melancólicos da acomodação.
Pensar é transgredir.                                                           Editora Record, 2004

Disponível em: <http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20080814180425AADM7Fl>. Acesso em: 18 de mar de 2012.

6.    Esse texto é:

(    )  Uma crônica, já que é um texto curto e leve, que pode se inspirar em fatos do cotidiano ou do noticiário, e visa divertir ou fazer o leitor refletir, as crônicas podem ser narrativas, argumentativas, de humor, reflexivas.

(    ) Uma crônica, já que é uma narrativa longa inspirada em um fato, real ou não, com personagens fantásticos.

Leia o texto abaixo

USP cria núcleo de pesquisas sobre mudança climática

O núcleo foi criado com verba de R$ 2 milhões

O Estado de S.Paulo

Foi lançado ontem na USP o Núcleo de Apoio a Pesquisa em Mudanças Climáticas (Incline, na sigla em inglês). A iniciativa reúne 11 institutos da universidade que têm pesquisas na área e o objetivo de promover a troca de dados e resultados entre eles.
O núcleo foi criado com verba de R$ 2 milhões concedidos por edital em 2011. O lançamento ocorreu no Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP (IAG), com a presença de representantes das Faculdades de Saúde Pública, de Economia e Administração, de Engenharia (São Carlos), do Instituto Oceanográfico, do Instituto de Física, entre outros.
"Uns precisam dos outros, essa é a premissa. Nosso período de vida inicial é de cinco anos, mas a ideia é que depois vire um centro de referência e ofereça pós-graduação", afirma Tércio Ambrizzi, diretor do IAG.
"O que importa é estar aberto a outras metodologias", ressaltou Pedro Jacobi, do Programa de Pós Graduação em Ciência Ambiental da USP (Procam).


7.    Circule a MANCHETE/NOTÍCIA.
8.    Faça um quadrado no OLHO DA NOTÍCIA.
9.    Grife o Lide/lead.

Leia o texto abaixo e responda o que se pede

Trotes de calouros
CONTARDO CALLIGARIS

Pois é, no Brasil de hoje, a universidade ainda é um clube de "elite", cujos membros podem se sentir autorizados a tratar não só os calouros, mas os comuns mortais como bichos. Estou exagerando? Talvez, mas não há muitos países em que existe uma cadeia especial para universitários e outra para pés-rapados. 
E, se isso não bastar, mais dois lembretes. Em dezembro passado, um grupo de alunos de medicina da Universidade Estadual de Londrina festejaram sua formatura iminente com bebedeira, rojões e sprays de espuma -isso, numa enfermaria cheia de pacientes (alguns em estado grave). Eles comemoraram seu ingresso na profissão médica esbanjando seu poder de zombar dos que lhes confiariam sua vida.
No começo deste mês, em Campinas, estudantes de direito, que estavam atormentando calouros, estenderam o tratamento a um morador de rua que foi raspado, pintado e batido. Eles expressaram sua alegria de futuros juristas abusando dos direitos básicos de um desamparado. Talvez o trote de calouros sempre tenha sido isto, mundo afora: a iniciação numa "elite" que se define pela brutalidade de seu privilégio e que transmite a seus novatos a arte de brutalizar os zé-povinhos.

10.  Esse texto é:

(    )  Uma crônica, já que é uma narrativa curta e leve, que apresenta fato do cotidiano, fazendo o leitor divertir-se e/ou refletir.

(      ) Um artigo de opinião em que o autor, normalmente um especialista, defende um ponto de vista sobre um determinado assunto polemico, por meio de argumentos bem fundamentados.