domingo, 21 de abril de 2013

Prova


Prova Literatura

8º ano

 

Leia o texto abaixo:

 

 “A Carta”, de Pero Vaz de Caminha, escrita ao rei d. Manuel, é um verdadeiro registro de nascimento do Brasil. Nela observamos o deslumbramento com a nova terra, os equívocos sobre as riquezas e as intenções do colonizador português. Com “A Carta” de Caminha teve início o período da literatura informativa sobre o Brasil.

 

Carta a el-rei d. Manuel

Pero Vaz de Caminha

1º trecho

 

Neste mesmo dia, a hora de véspera, houvemos vista de terra! A saber, primeiramente de um grande monte, muito alto e redondo; e de outras serras mais baixas ao sul dele; e de terra chã, com grandes arvoredos; ao qual monte alto o capitão pôs o nome de O Monte Pascoal e à terra A Terra de Vera Cruz!

 

2º trecho

 

E dali avistamos homens que andavam pela praia, uns sete ou oito, segundo disseram os navios pequenos que chegaram primeiro. [...] A feição deles é serem pardos, um tanto avermelhados, de bons rostos e bons narizes, bem feitos. Andam nus, sem cobertura alguma. Nem fazem mais caso de encobrir ou deixa de encobrir suas vergonhas do que de mostrar a cara. Acerca disso são de grande inocência.

 

3º trecho

 

O Capitão, quando eles vieram, estava sentado em uma cadeira, aos pés uma alcatifa por estrado; e bem vestido, com um colar de ouro, mui grande, ao pescoço. [...]Todavia um deles fitou o colar do Capitão, e começou a fazer acenos com a mão em direção à terra, e depois para o colar, como se quisesse dizer-nos que havia ouro na terra. E também olhou para um castiçal de prata e assim mesmo acenava para a terra e novamente para o castiçal, como se lá também houvesse prata!

 

4º trecho

 

E uma daquelas moças era toda tingida de baixo a cima, daquela tintura e certo era tão bem feita e tão redonda, e sua vergonha tão graciosa que a muitas mulheres de nossa terra, vendo-lhe tais feições envergonhara, por não terem as suas como ela.

 

5º trecho

 

Nela até agora não pudemos saber se há ouro ou prata nela, ou outra coisa de metal, ou ferro; nem lha vimos. Contudo a terra em si é de muito bons ares frescos e temperados como os de Entre-Douro-e-Minho, porque neste tempo d'agora assim os achávamos como os de lá. Águas são muitas; infinitas. Em tal maneira é graciosa que, querendo-a aproveitar, dar-se-á nela tudo; por causa das águas que tem! Contudo, o melhor fruto que dela se pode tirar parece-me que será salvar esta gente. E esta deve ser a principal semente que Vossa Alteza em ela deve lançar.

 

1.    Em que trecho Caminha registra o primeiro choque cultural sofrido pelos portugueses? O que causou esse choque?

 

(    )  No 2º trecho, com a nudez dos índios.          

(    ) No 5º trecho, com a cobiça dos europeus.

 

2.    Ao estabelecer uma semelhança (analogia) física entre o índio e o europeu, Caminha valoriza quase sempre o índio. Marque a única passagem em que ocorre essa valorização.

 

(    ) Com a frase: “de bons rostos e bons narizes, bem feitos” ( 2º trecho)

(    ) Com a frase: “e de terra chã, com grandes arvoredos” (1º trecho)

 

3.    Soma-se a perfeição física a inocência dos homens primitivos, ainda não contaminados pela civilização, naturalmente bons como Deus os fez e beneficiados pelo contato com a natureza. Essa ideia está contida em que trechos da Carta?

 

(    ) No 2º e 4º trechos.                                                           (    ) No 2º  e 3º trechos.

 

4.    Qual é o grande interesse dos portugueses, presente em vários trechos da Carta?

 

(    ) O interesse pelo desenvolvimento do Brasil.          

(    ) O interesse pelas riquezas mineiras.

 

5.    O que é Estrangeirismo

 

a)      É o processo que introduz palavras vindas de outros idiomas na língua portuguesa.

b)      É o processo que introduz estrangeiros vindos de outros países no idioma da língua portuguesa.

Leia o texto abaixo e responda as questões propostas:

Mulheres se interessam mais por homens comprometidos

Estudo comprovou que aliança na mão esquerda é o melhor afrodisíaco

A ciência apareceu para justificar um pouquinho da loucura da Glenn Close em “Atração Fatal”.

Um estudo da Oklahoma State University, nos EUA, comprovou o que a gente suspeitava desde o princípio: uma aliança na mão esquerda é o melhor afrodisíaco. Para as mulheres solteiras, pelo menos.

As pesquisadoras recrutaram 184 estudantes heterossexuais (metade deles era comprometida; a outra metade, livre, leve e solta) e testaram o quanto eles se interessavam por modelos apresentados em fotos.

Aí vem a parte legal: entre as mulheres solteiras que ouviram que o bonitão da foto também era solteiro, apenas 59% demonstraram interesse em sair com ele. Já entre as que ouviram que ele era comprometido, 90% ficaram interessadas.

E entre os homens? Não houve grande diferença. Solteira, casada, não importa: eles estão topando.

Disponível em: <http://super.abril.com.br/blogs/cienciamaluca/>. Acesso em 06/06/2011.

 

A reportagem é um gênero jornalístico, assim como a noticia, mas apresenta informações mais abrangentes, com mais detalhes.

6.    Nesse texto, qual é o objetivo do repórter?

(     ) Passar informações.

(     ) Falar sobre o dia a dia.

 

7.    No geral, em que veículos são transmitidas as reportagens?

(     ) Jornais, revistas, internet e cartas.

(     ) Jornais, revistas, internet e rádios.

8.    Observe a linguagem empregada no texto. Que variedade lingüística ele apresente? Por quê?

(     ) Padrão, culta-formal, pois indica que todas as classes vão ler.

(     ) Padrão, informal – coloquial, pois somente pessoas alfabetizadas compreendem.

9.    Em que pessoa verbal foi redigida a personagem? Por quê?

(     ) 3ª pessoa, pois é impessoal.

(     ) 3ª pessoa, pois é pessoal.

10.  Que tempo verbal predomina nele, e qual seria a razão desse emprego?

(     ) Passado, pois os fatos foram provados anteriormente.

(     ) Presente, pois os fatos são provados e confirmados.

11.  A reportagem apresenta, quase sempre, os mesmos elementos da noticia, título principal ou manchete, titulo auxiliar ou olho da noticia, lide e corpo do texto. Na reportagem, identifique o tema central do texto.

(     ) Estudo comprovou que aliança na mão esquerda é o melhor afrodisíaco

(     ) Estudo comprovou que as mulheres solteiras demonstraram interesse em sair com homem comprometido.

12.  Leia o texto abaixo e responda: Que tipo de texto é esse?

ESTAMOS COM FOME DE AMOR!

Arnaldo Jabor

Uma vez Renato Russo disse com uma sabedoria ímpar: "Digam o que disserem, o mal do século é a solidão" Pretensiosamente digo que assino em baixo sem dúvida alguma. Parem pra notar, os sinais estão batendo em nossa cara todos os dias.
Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e
transparentes, danças e poses em closes ginecológicos, chegam sozinhas e saem sozinhas.
Empresários, advogados, engenheiros que estudaram, trabalharam,
alcançaram sucesso profissional e, sozinhos. Tem mulher contratando homem para dançar com elas em bailes, os novíssimos "personal dance", incrível. E não é só isso não, se fosse, era resolvido fácil, alguém duvida?
Estamos é com carência de passear de mãos dadas, dar e receber carinho
sem necessariamente ter que depois mostrar performances dignas de um atleta olímpico, fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão "apenas" dormirem abraçados, sabe essas coisas simples que perdemos nessa marcha de uma evolução cega. Pode fazer tudo, desde que não interrompa a carreira, a produção.
Tornamo-nos máquinas e agora estamos desesperados por não saber como
voltar a "sentir", só isso, algo tão simples que a cada dia fica tão distante de nós.
Quem duvida do que estou dizendo, dá uma olhada no site de
relacionamentos ORKUT, o número que comunidades como: "Quero um amor pra vida toda!", "Eu sou pra casar!" até a desesperançada "Nasci pra ser sozinho!"
Unindo milhares ou melhor milhões de solitários em meio a uma multidão
de rostos cada vez mais estranhos, plásticos, quase etéreos e inacessíveis.
Vivemos cada vez mais tempo, retardamos o envelhecimento e estamos a
cada dia mais belos e mais sozinhos. Sei que estou parecendo o solteirão infeliz, mas pelo contrário, pra chegar a escrever essas bobagens (mais que verdadeiras) é preciso encarar os fantasmas de frente e aceitar essa verdade de cara limpa.
Todo mundo quer ter alguém ao seu lado, mas hoje em dia é feio,
démodé, brega. Alô gente! Felicidade, amor, todas essas emoções nos fazem parecer ridículos, abobalhados, e daí? Seja ridículo, não seja frustrado, "pague mico", saia gritando e falando bobagens, você vai descobrir mais cedo ou mais tarde que o tempo pra ser feliz é curto, e cada instante que vai embora não volta mais (estou muito brega!), aquela pessoa que passou hoje por você na rua, talvez nunca mais volte a vê-la, quem sabe ali estivesse a oportunidade de um sorriso à dois.
Quem disse que ser adulto é ser ranzinza, um ditado tibetano diz que se um problema é grande demais, não pense nele e se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele. Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo ou uma advogada de sucesso que adora rir de si mesma por ser estabanada; o que realmente não dá é continuarmos achando que viver é out, que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo ou que eu não posso me aventurar a dizer pra alguém: "vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois ou quem sabe os dois, vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo tenho certeza de que vou me arrepender pelo resto da vida".

Antes idiota que infeliz!



 

13.  Faça um resumo de, no mínimo, 7 linhas sobre o livro A ilha do tesouro.