sábado, 22 de dezembro de 2012

PPP do PHB






PROPOSTA
POLÍTICO-
PEDAGÓGICA



Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Padre Hildon Bandeira
Rua: Caetano Filgueiras, s/n, Torre.
João Pessoa – PB
CEP: 58040-400




Governo do Estado da Paraíba
Secretaria de Estado da Educação e Cultura
E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira.



Sumário


I.              Identificação
II.             Apresentação
III.            Finalidades – Objetivos da Educação
IV.           Diagnóstico
V.            Princípios e Diretrizes Pedagógicas
VI.           Implantação da Proposta Pedagógica
VII.          Posicionamento conclusivo
VIII.         Bibliografia














Governo do Estado da Paraíba
Secretaria de Estado da Educação e Cultura
E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira.



I.              IDENTIFICAÇÃO

1.1.        Nome da Escola

Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Padre Hildon Bandeira
Rua: Caetano Filgueiras, s/n, Torre.
João Pessoa – PB
CEP: 58040-400


1.2.        Níveis, Modalidades e Séries oferecidas pela Escola

7º ao 9º anos do ensino fundamental.
1ª a 3ª série do ensino médio regular e Educação de Jovens e Adultos (EJA).







Governo do Estado da Paraíba
Secretaria de Estado da Educação e Cultura
E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira.



II.             APRESENTAÇÃO

Com a finalidade de servir como instrumento norteador para todo trabalho pedagógico realizado na E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira, situado à rua Caetano Filgueiras, s/n, Torre.
            A presente Proposta Pedagógica foi elaborada com a finalidade de servir como instrumento norteador de todo trabalho realizado na E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira, bem como direcionar as ações didático - pedagógicas exercidas pela equipe técnica, administrativa, pedagógica, corpo docente, discente e a comunidade em geral.
            Esperamos que ao longo do ano letivo este instrumento sirva como principal instrumento de apoio pedagógico e que seja enriquecido com as experiências e criatividades vivenciadas por todos os seguimentos da escola.











Governo do Estado da Paraíba
Secretaria de Estado da Educação e Cultura
E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira.


III.            FINALIDADES E OBJETIVOS DA EDUCAÇÃO

A E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira tem por parâmetro a Lei de Diretrizes e Bases (LDB) nº 9394/96 em que se afirma que “A Educação Básica é dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideias de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo par ao exercício da cidadania e sua qualidade para o trabalho”.
Diante dessa perspectiva, o corpo técnico – administrativo, docente e o Conselho da Escola com base no que diz o artigo 25 da LDB em que se determina o “[...] objetivo permanente das autoridades responsáveis alcançar relação adequada entre numero de alunos e professores, a carga horária e as condições materiais dos conhecimentos onde se propõe a elaborar a sua Proposta Pedagógica com atividades e metodologias, numa tentativa de minimizar os desvios detectados nos anos anteriores”. Considerando-se e corroborando-se o artigo 32 da mesma Lei, em que afirma-se : “O Ensino Fundamental  terá por objetivo a formação básica do cidadão brasileiro”. Esse é o principio fundamental de nossa instituição de ensino, visando a cidadania e o desenvolvimento do processo - aprendizagem. Distribuídos da seguinte forma:
·         O desenvolvimento da capacidade de aprender, tendo como meios básicos o pleno desenvolvimento da leitura, da escrita e do cálculo.
·         A compreensão do ambiente material e social, do sistema político, da tecnológica, das artes e dos valores em que se fundamenta a sociedade.
·         O desenvolvimento da capacidade de aprendizagem, tendo em vista a aquisição de conhecimentos e habilidades e a formação de atitudes e valores.
·         O fortalecimento dos vínculos de família, de laços de solidariedade humana e de tolerância recíproca em que se apresenta a vida social.
·          Se sonharmos e quiser uma escola com qualidade de ensino formal, voltada para o social e político, temos que buscar alternativas para sua viabilidade.
·         Uma escola que, a ela seja atribuída funções de socializar, preparar, promover, orientar e ensinar. Ensinar bem, nunca substituir o lar, cabendo a família compreender que a escola sozinha não educa, restando a ela impor limites, participar da vida escolar, colaborando, motivando, sobretudo estimulando hábitos, boas maneiras para que a escola e a família caminhem juntas para o sucesso escolar.
Governo do Estado da Paraíba
Secretaria de Estado da Educação e Cultura
E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira.



IV.           DIAGNÓSTICO

A E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira localizada na rua Caetano Filgueiras, s/n, Torre, é bem localizada, possui uma boa estrutura e um espaço físico razoável. Sua clientela advém de cidades próximas, como: Bayeux e Cabedelo, além de alunos que moram em bairros adjacentes, como também os que moram próxima e pertencem a família de baixa renda, muitos são filhos de operários, domesticas, pequenos comerciantes e funcionários públicos.
            A escola em sua organização, funciona os três turnos com as seguintes modalidades de ensino:
a)    Fundamental;
b)    Médio regular,
c)    Educação de Jovens e Adultos (EJA).












Governo do Estado da Paraíba
Secretaria de Estado da Educação e Cultura
E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira.


V.            PRINCIPIOS E DIRETRIZES PEDAGOGICAS

As Diretrizes Curriculares Nacionais definem o conjunto doutrinário sobre princípios, fundamentos e procedimentos da Educação que orientarão as escolas na sua organização, na articulação, no seu desenvolvimento e na avaliação da Proposta Pedagógica.
            O ensino de 7º ao 9º ano do ensino fundamental, assim como também da 1ª a 3ª séries do ensino médio regular ou modalidade de Educação de Jovens e Adultos (EJA) estão organizadas através das áreas do conhecimento, que deverão ser trabalhadas em forma de disciplina visando a formação básica do individuo como agente capaz de construir sua própria aprendizagem, assegurando-lhes a formação indispensável ao pleno exercício da cidadania.
·         Reunião do Conselho deliberativo;
·         Encontros Pedagogicos;
·         Acompanhamento do rendimento escolar;
·         Elaboração de projetos: Orientaçao sexual, cidadania, entre outros.
·         Restauração de arquivo morto.
·         Seminários ministrados por professores da universidade.
·         Palestras sobre relações humanas (na escola e fora dela).
·         Campanhas educativas no sentido de preservar o patrimonio da escola.
·         Solicitação pelo responsável do aluno na escola para tomar conhecimento do seu desempenho.
·         Trabalho de orientação as merendeiras no sentido de oferecer ao aluno uma merenda de qualidade, observando-se higiene, diversificação do cardápio, relação das merendeiras com os alunos, etc.
·         Sensibilidade de relacionamento vigilante, inspetor e alunos.
·         Elaboração de regimento escolar e Conselho de Classe.

2.    AÇÕES A SEREM EXECUTADAS

·         Implantação do rendimento escolar e do Conselho de Classe.
Governo do Estado da Paraíba
Secretaria de Estado da Educação e Cultura
E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira.


VI.           IMPLANTAÇAO DA PROPOSTA PEDAGÓGICA

1.    Definições das ações

Os conteúdos programáticos, específicos de cada modalidade de ensino serão trabalhados, baseados nos parâmetros curriculares, propondo uma educação cujo objetivo é preparar o aluno para a sua realidade social, dos seus direitos e de suas responsabilidades.
            Levando-se em consideração os conhecimentos adquiridos e acumulados sobre o modo como a criança, jovem e adulto se desenvolvem e aprendem respondendo as suas necessidades e capacidades, através de diferentes experiências, que possibilitam sue desenvolvimento pessoal e social harmonioso, direcionando-nos, e ao partir desse perfil, procurando elevar o grau desses conhecimentos para que o alunado consiga obter um melhor rendimento escolar e possa superar as suas limitações, agindo e interagindo no meio em que vive.
            Nesta perspectiva, foram definidas as atividades, utilizando diferentes meios metodológicos no desenvolvimento dessas atividades didáticas – pedagógicas, tais como:
a)    Aulas expositivas;
b)    Trabalhos escritos individuais e em grupos;
c)    Seminários;
d)    Projeção de filmes e documentários;
e)    Palestras;
f)     Atividades extra – classe
·         Pesquisas
·         Excursões
·         Feira de ciências
·         Entrevistas
·         Participações esportivas e culturais
·         Planejamento participativo mensal
·         Reunião com pais e mestres.

























Governo do Estado da Paraíba
Secretaria de Estado da Educação e Cultura
E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira.


VII.          POSICIONAMENTO CONCLUSIVO


Diante da conjuntura político – social em que está inserida a escola, é evidente que nem tudo que se idealiza será concretizado, mas nos propomos em que colaborar para que nossa pratica educativa se desenvolva baseada nos limites de nossas possibilidades na tentativa de vencermos os obstáculos que ora se apresentam.
Assim, o Projeto Pedagógico não se caracteriza como algo acabado, mas assim, possível de criticas, questionamentos e aperfeiçoamento da comunidade escolar.















Governo do Estado da Paraíba
Secretaria de Estado da Educação e Cultura
E.E.E.F.M. Padre Hildon Bandeira.




VIII.         BIBLIOGRAFIA

LLama, Passos A. Veiga. Projeto Político Pedagógico da Escola – uma construção possível. 3ed. Papirus

Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.