domingo, 22 de junho de 2014

Interpretação de texto música Carro Velho



Interpretação de texto

Carro Velho
Banda Eva



Cheiro de pneu queimado/
Carburador furado/
Coração dilacerado/
Quero meu negão do lado/
Cabelo penteado/
No meu carro envenenado/
Eu vou (2X)
Então venha/
Pois eu sei/que amar a pé, amor/
É lenha/
Eu vou pra lá dançar/
Seja noite ou seja dia/
E se eu beber alguma, amor/
Me guia/
Quer andar de carro velho, amor/
Que venha/
Pois já sei que amar a pé, amor/
É lenha.



1.      Qual é a temática do texto?

2.      A linguagem é culta – formal ou coloquial – informal? Justifique com elementos do texto.

3.      Por que o eu lírico (a personagem do texto), no que dá a entender, usa esse tipo de linguagem?

4.      Quais são os possíveis significados das seguintes palavras:

a)      “Quero meu negão do lado”
b)      “Meu carro envenenado”
c)      “É lenha.”

5.      O eu lírico dá uma grande lição de vida responsável. Transcreva o verso em que isso é corroborado.

6.      O eu lírico já passou pela situação, passará ou estar a passar? Justifique.


7.      Qual o porquê do eu lírico está com o “coração dilacerado”?

8.      A vida noturna de baladas, shows e boates é bem comum no cotidiano das pessoas. O eu lírico afirma: “eu vou pra lá dançar/seja noite ou seja dia”. Ele tenta influenciar, de certa forma, os leitores para a diversão? Ele já determinou o que irá fazer?


9.      Analisando o verso “cabelo penteado”, o eu lírico refere-se:
a)      A si mesmo.
b)      A dona do carro.
c)      Ao negão do lado.
d)      Ao carro envenenado.
e)      Ao pneu queimado.